A prática esportiva chamada Futebol, presume 11 jogadores de cada lado, onde o objetivo é acertar a bola dentro da baliza adversária.

Enquanto o futebol for assim, não se ganha de véspera.
E quarta foi assim!

Futebol não se ganha com a garganta, se ganha disputando palmo a palmo do gramado, mesmo no campo de areia que é o atual Maracanã.

Do time que perdia todas divididas que perdemos frouxamente no domingo ao time de quarta, as diferenças além de duas peças – Joel Carli e Renatinho – é a postura.
A tal da postura!

Até pra vender picolé na praia, a postura é importante. O Botafogo de Futebol & Regatas é gigante e não é lugar de covardia e o time mostrou que é possível, apresentar um futebol razoável.
E mesmo razoável, o time que joga “cheirobol”, não é lá isso tudo.

Dois jogadores não justificam sua presença num time de futebol profissional: Brenner e Marcelo – horríveis por natureza.
Os demais ao menos tem culhão.

Vencemos a Dona Florinda, que pensa que é a caga cheiroso da vila!