Hoje foi o dia do Clássico Vovô.
Só que hoje, esse clássico não ocorre com o prestígio de outrora. Dois times, se é que dá pra chamar disso, com elencos bem fracos frente aos outros times do campeonato.

O jogo começou com pressão por parte do Fluminense, e logo após  uma jogada de bola parada, na sobra, o zagueiro Digão fez o único gol da partida. Um time que possui 11 atacantes no elenco tem precisado dos zagueiros pra fazer o papel de centroavante. (Os últimos gols foram contra e do Gum), já que o nosso camisa 9, Pedro, se machucou e deve ficar um mês fora dos gramados.

A partida se resumiu a isso. Botafogo pressionando sem levar perigo e o Fluminense insistindo em desperdiçar contra-ataques.

Na oportunidade mais clara do Botafogo, um pênalti marcado, o goleiro reserva, Rodolfo, brilhou e conseguiu defender. No rebote, Erik perdeu de forma inacreditável.

Após isso, Jádson ainda desperdiçou uma chance clara ao ser travado na hora do chute.

No fundo, foi um alívio, já que aos poucos a zona de rebaixamento começa a se afastar e o sonho por uma vaga em uma competição internacional volta a crescer.

Pra isso precisamos melhorar o entrosamento entre os novos atacantes, já que o centroavante Pedro deve permanecer apenas até o final do ano.