Aconteceu de novo. O Manchester City venceu a Copa da Liga Inglesa pelo segundo ano de maneira encarrilhada. O jogo no estádio de Wembley foi palco de um zero a zero com cara de futebol inglês das antigas, o que levou a partida para as fatais penalidades.

E foi aí que começou a verdadeira diversão da partida. Acompanha aí:

O Chelsea foi derrotado por 4 a 3 nos pênaltis. A partida foi disputada, aguerrida, e a defesa organizada por Maurizio Sarri foi competente e eficaz. O City jogou mais bola, porém não o suficiente para vencer o goleiro Kepa. E então, penalidades…

O goleiro Ederson teve sua glória defendendo uma das cobranças e, pelas suas mãos, dar a vitória para o City, enquanto David Luiz fica com a marca da cobrança desperdiçada.

Ederson defende cobrança de David Luiz

Aos 10 minutos do segundo tempo, aproximadamente, Aguero recebe bom passe na área e, livre, marca! Comemora por curto tempo, pois o auxiliar marca impedimento. Dúvidas levam a acionar o VAR e o gol é anulado.

Não para por aí. Hazard decide começar a jogar depois desse momento e passa a levar o Chelsea para o ataque, mas a falta de pontaria dos atacantes não colabora. Faltou para Hazard aquele camisa 9 com a mira afiada no seu time.

Prorrogação vem, prorrogação vai, e aí chegamos a cereja do bolo. No finzinho do tempo extra, Kepa Arrizabalaga e o técnico Maurizio Sarri se desentendem. O goleiro se recusa a ser substituído. (Clique para ver) Simplesmente isso. O técnico grita, gesticula, salta, e o goleiro simplesmente sinaliza que não, e depois ignora. No fim ele não se consagra, e os comandados de Pep Guardiola ficam com o título.

Kepa se recusando a ser substituído

E aí? Como faz? O que se pensar desse momento? Eu vejo certos pontos para se avaliar:

Kepa não confia no seu companheiro de profissão e não quis deixar as penalidades na mão de seu reserva?

Sarri não tem pulso nem comando sobre seus jogadores? Como que um técnico tenta uma substituição e o jogador não acata?

É falta de profissionalismo (tanto de Sarri como de Kepa)? Ele lembrou do Ganso que fez o mesmo, porém foi elogiado pelo técnico?

O reserva, Caballero deve estar fulo da vida. Imagino que deve ter rolado pelo menos aquelas trocas de palavras acaloradas (para dizer o mínimo) no vestiário.

Wilfredo Caballero pronto para entrar no jogo

Vale lembrar também que duas semanas atrás os Blues perderam de 6 a 0 para o mesmo City. Será que isso teve alguma influência?
Enfim, jogão com muito para debater, já que os estaduais do Brasil tiveram uma rodada bem mais ou menos. Para não dizer que 100% disso é verdade, Flamengo fez um bom jogo e Gabigol, pasmem, marcou o seu primeiro pelo rubro-negro.

Quando encontrar o colega pelos arredores do trabalho, no almoço, ou pela rua, lança pra ele: “E o jogo do City…?”

Tem pano pra manga.