Na década de 90, o jornalista Milton Neves disse que “torcer para o São Paulo é uma grande moleza”. Nos dias de hoje, essa frase se modifica com diversas variações. Torcer para o São Paulo é uma grande moleza, ou torcer contra o São Paulo é uma grande moleza?

A seca de títulos dos últimos anos faz parecer mais lógica a segunda opção, mas será que uma sequência de decisões corretas da diretoria e do departamento de futebol pode fazer a primeira frase voltar a ser uma realidade? Na minha opinião, sim.

Copa Sul-americana 2012 – Último título do São Paulo

A instituição vive um momento delicado : torcida impaciente, contratações de altas cifras que não correspondem às expectativas, e a nítida certeza de que o time precisa urgentemente de um título para voltar a trilhar seu caminho sem essa enorme pressão. O estadual de 2019 foi, sem sombra de dúvidas, uma luz no fim do túnel para a torcida tricolor. Acendeu-se uma esperança, palavra que é importantíssima para o fortalecimento da união elenco-torcida. Uma esperança nos jovens criados em Cotia, uma esperança na criação de um elenco forte e comprometido, uma esperança de que possamos voltar ao caminho que merecemos. Essa esperança prospera-se para as próximas competições, tendo em vista que o São Paulo fez excelentes contratações para esse início do Campeonato Brasileiro. Nomes como Pato, Tchê-Tchê, Vitor Bueno e possivelmente Calazans criam uma expectativa alta, sempre ocultando o favoritismo.

O vice no Estadual já se passou, a eliminação precoce na Pré-Libertadores já passou, agora é FOCO NO BRASILEIRÃO!