Após a parada da Copa América, o Corinthians havia agendado três amistosos para testar seu elenco antes do segundo semestre. Foram eles contra: Botafogo-SP; Vila Nova e Londrina.

Em seu primeiro embate depois da folga do elenco, o Corinthians exibiu velhos problemas e perdeu por 2×1 para o Botafogo-SP em Ribeirão Preto. Como de costume o Corinthians tampouco criou ou finalizou na meta adversária, optando por jogar recuado.

Das poucas vezes que se lançou ao ataque, a equipe de Fábio Carille chegou muito pelos lados, mas sentiu a falta de criação no setor de meio-campo.

Após o revés para o Botafogo-SP, o Corinthians foi à Goiânia enfrentar o Vila Nova no estádio Serra Dourada, e novamente com uma atuação pífia.

O Vila Nova dominou boa parte do jogo. Com o Corinthians sem força ofensiva, os goianos foram pra cima criando boas chances de gol. Em reposição, Walter lançou Love que após um lance atrapalhado marcou enfim o gol alvinegro. Como de costume o Corinthians após o gol pouco atacou e acabou levando, consequentemente o empate.

Com o time totalmente reserva na segunda etapa o time criou boas chances até que no fim do jogo, Régis subiu no 2 andar pra marcar de cabeça o gol da vitória alvinegra.

O Corinthians então encerrou com derrota a pausa na temporada para o Londrina em Maringá. E de forma preocupante. Em uma atuação péssima, o Corinthians perdeu por 2×1 para o time londrino, ligando o sinal de alerta.

A equipe do Parque São Jorge fechou a preparação sem encontrar soluções para alguns problemas na equipe, como desejado por Fábio Carille. Sem contar com Everaldo, Ramiro, Gustagol e Jadson (todos no Departamento Médico), o técnico não pode pôr em campo suas ideias.

Após a inter temporada, o Corinthians voltou à campo no domingo contra o CSA na Arena. E mesmo com a vitória, o torcedor ainda está em dúvida sobre esse time que não teve nenhuma evolução nesta parada de temporada.