A pandemia que atingiu todo o mundo e ocasionou mortes, forçou uma paralisação global de todas as atividades em busca de minimizar a propagação. E o futebol brasileiro com seu calendário apertado foi ainda mais prejudicado. Com tudo, as equipes foram obrigadas a suspenderem suas atividades e manter seus funcionários em quarentena. E o Palmeiras, claro, seguiu todas as recomendações, mas segue trabalhando internamente para minimizar os prejuízos.

Com a falta de jogos, e todas as competições suspensas, vieram os prejuízos, principalmente na parte financeira. Sem arrecadação de bilheteria, e faturamento das competições como a Libertadores, o Palmeiras vai trabalhando na medida do possível.

O alviverde segue focado em estabilizar e resolver a parte financeira, pois, o clube tem que honrar com os salários, pagamentos, compras parceladas de atletas e outros compromissos. Então, algumas medidas estão sendo tomadas, em busca de encontrar soluções para aliviar esse prejuízo. A venda de atletas e chegadas se tornou um segundo plano, principalmente com a paralisação de todas as atividades mundiais o que torna as negociações mais difíceis. Mas o Palmeiras ainda pretende trazer um lateral-direito e mais dois atletas para fechar o elenco da temporada.

Mesmo assim, o clube se movimentou e adiantou as renovações das promessas da base. Patrick de Paula, Alan, Esteves e Gabriel Menino, tiveram seus contratos estendidos e um aumento salarial. Destaques na base alviverde, os garotos ganharam oportunidade na equipe principal com a chegada de Luxemburgo e se destacaram, principalmente o Gabriel Menino, se mostrando bastante seguro e flexível para situações. Estreou e realizou partidas como volante (sua posição de origem), mas com a lesão de Marcos Rocha e Mayke, foi improvisado na lateral-direita e deu resultado, se tornando mais uma ótima peça dentro do elenco.

O clube aguarda a situação dessa pandemia, e um posicionamento da CBF, com relação as suas competições. Ventila-se que o Campeonato Brasileiro poderá ser modificado nesta temporada, deixando de ser turno e returno, e passando a ser divido em dois grupo, realizado em apenas um turno e seguindo para a fase mata-mata, conforme era disputada antigamente, além que times participantes da Libertadores da América poderiam abrir mão da Copa do Brasil para abrir mais datas no calendário.